Diversos atos político-culturais foram realizados nesta data e a Central do Brasil, no Rio de Janeiro, foi um dos cenários. “Tambor de Cumba”, “Instituto Black Bom”, “Roda das Yabás”, dentre outros grupos – protagonizados por mulheres negras – marcaram presença com sua distintas estratégias de resistência contra o racismo e o sexismo que subalternizam mulheres negras.