Fundada em 1990, a REDEH – Rede de Desenvolvimento Humano, assim como tantas outras organizações que surgiram no processo de redemocratização no Brasil, inspirou sua origem na articulação de questões vitais para a sociedade brasileira, mas ainda pouco trabalhadas em nossa jovem democracia. O feminismo e ambientalismo, dois movimentos de grande repercussão e visibilidade no final dos anos 80 tinham afinidades, mas conversavam pouco entre si. Foi através do trabalho da REDEH e de outras organizações parceiras que as interfaces entre as mulheres e o meio ambiente ganharam visibilidade e uma nova plataforma para a ação.

O fato do Brasil sediar a ECO-92 criou um campo muito propício para a mobilização de diferentes setores do movimento de mulheres nacional e internacional que confluíram através do Planeta FEMEA, estratégia da qual a REDEH foi uma das principais arquitetas. O desdobramento dessa mobilização se propagou por diversos anos e ganhou muitos matizes.  O trabalho da REDEH focalizou-se em traduzir para a prática recomendações de políticas públicas de gênero endossadas pela comunidade global nos Planos de Ação que resultaram das grandes conferências globais da ONU dos anos 90, especialmente a ECO 92 e Beijing 95. Isso fez com que desde seu início a REDEH se destacasse como uma organização pioneira, inovadora nos conceitos e na prática.  O elenco dos produtos contidos neste site é um indicador dessa trajetória.  Foram muitos os cursos de formação destinados a públicos variados, gestoras locais, professores/as, lideranças comunitárias, jovens. Significativas foram também as campanhas e publicações que abriram caminhos para que novos atores, novas organizações ocupassem espaço e iniciassem novas interlocuções no cenário nacional.

A REDEH percorre o Brasil de ponta a ponta deixando legados que em sua maioria continuam no trabalho de parceiros e parceiras e ocupa atualmente espaços mais estratégicos, como uma catalisadora de parcerias para o cumprimento de propósitos ainda muito significativos, como a conquista de direitos para as mulheres, o enfrentamento ao racismo e a defesa da justiça ambiental.

 Composição

> COORDENAÇÃO

  • Thais Rodrigues Corral
    Coordenadora Geral
  • Maria Aparecida Schumaher
    Coordenadora Executiva

> CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

  • Clarita Carmo Ferrari Gonzales
  • Eduardo Custódio Martins
  • Leila Conceição S. Araújo
  • Fabio Andrade Carneiro de Morais

> CONSELHO FISCAL

  • Edson Luiz Vieira de Melo
  • Rita de Cassia Lima Andrea

> CONSELHO CONSULTIVO

  • Alessandro Botsaris
  • Eduardo José Viola
  • Elizabeth Terezinha Vargas
  • Guido Gelli
  • Helena Teodoro
  • Lúcia Xavier
  • Maristela Bezerra Bernardo
  • Moema Wiezzer

> COLABORADORAS/ES

  • Ana Valle
  • Antonia Ceva
  • Daniele Cesano
  • Kátia Costa
  • Liliane Brum
  • Maria da Guia Oliveira
  • Patricia Mourão
  • Pedro Matheus Soares Silva
  • Tainá Candido
  • Thais Barbosa
  • Tiago Costa
  • Vanini Lanzillotti

Prêmios

2016 – Prêmio “Visionary of the Year” para o Projeto Naves do Conhecimento, pelo papel de liderança na promoção da tecnologia e importância social – ICF, Columbus, Ohio, USA.

2012 – No dia 8 de Março de 2012, a Campanha Quem Ama Abraça recebeu uma homenagem do Ministério da Saúde/SUS em reconhecimento à sua relevante contribuição para a promoção e a defesa dos direitos das mulheres a uma vida livre de qualquer violência, para a construção de uma cultura saudável e de paz e para o fortalecimento das redes de Atenção Integral a Mulheres e Adolescentes em situação de violência doméstica e sexual.

2008 – Prêmio SEED 2008 para o Projeto Pintadas Solar, escolhido entre mais de 400 no mundo inteiro como “prática com potencial de escala”.

2008 – 50º. Prêmio Jabuti de Literatura pelo Livro Mulheres Negras do Brasil. Editoras SENAC e REDEH.

2004 – Uma das 50 entidades consagradas, no Brasil, com o “Prêmio Bem Eficiente”.

2003 – “Best Practice” no II Fórum Mundial da Água, promovido pela ONU, em Kyoto.

2000 – Menção Honrosa da Hannover Expo 2000.

Dados Legais

Forma Jurídica: Sociedade Civil sem fins lucrativos
CNPJ: 39.064.233/0001-93

Representantes Legais:
Thais Rodrigues Corral – Coordenadora Geral ou
Maria Aparecida Schumaher – Coordenadora Executiva

Registros Oficiais:
ONG com status especial consultivo no Conselho Econômico e Social das Nações Unidas; Conselho Nacional de Assistência Social sob o nº 28990.016313/94-38; Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social nº 71010.002362/20078-49; Utilidade Pública Federal sob o nº 14.931/96-12;

Utilidade Pública Estadual nº E-06/11.894/98 e Utilidade Pública Municipal nº 00753114.

Endereços Web:
www.redeh.org.br | www.mulher500.org.br