top of page
  • REDEH - Rede de Desenvolvimento Humano

Lélia Gonzalez: o feminismo negro no palco da história


O Projeto Memória “Lélia Gonzalez: o feminismo negro no palco da história” foi uma iniciativa da Fundação Banco do Brasil em parceria com Brasilcap e a Rede de Desenvolvimento Humano – REDEH. O Projeto Memória é uma tecnologia social de educação que visa difundir a obra de personalidades que contribuíram significativamente para a transformação social, a formação da identidade brasileira e o desenvolvimento do país. O objetivo é resgatar, difundir e preservar a memória cultural por meio de homenagens a personalidades que contribuíram para a transformação social e construção da cultura nacional.


Em 2015, Lélia Gonzalez denunciou o racismo e o sexismo como formas de violência que subalternizam homens e mulheres. Intelectual de destaque, negra, uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado, ativista do feminismo negro e professora da PUC Rio durante dezoito anos, sua vida e obra permanecem um grande legado para a militância e a academia.


Um dos produtos desse projeto foi a exposição itinerante que contou a história de vida de Lélia Gonzalez e circulou por todo país.


Commentaires


bottom of page